A- A A+ |
Sobral é tudo.
Sobral é da gente.
Sobral é agora.
Categorias
Palavras Chave


Nesta quarta-feira (18/01), os secretários municipais David Bastos (Infraestrutura), Sandra Arcanjo (Trabalho e Desenvolvimento Econômico), Kaio Dutra (Trânsito e Transportes) e Marília Ferreira Lima (Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente) apresentaram, no auditório da Prefeitura de Sobral, o plano de reforma do Mercado Público para cerca de 200 permissionários do equipamento. As primeiras intervenções já iniciam a partir desta quinta-feira (19/01), com a instalação do canteiro de obras e com o bloqueio de ruas do entorno do Mercado.

Durante a obra, os permissionários contarão com estrutura provisória para permanecerem com suas vendas, que será montada a partir do dia 22 de janeiro (domingo), na Rua Desembargador Moreira, com investimento mensal de cerca de R$ 80 mil da gestão municipal.

Entre as medidas que serão implementadas, a Secretaria do Trânsito e Transportes (Setran), por meio da Coordenadoria Municipal de Trânsito (CMT), fará o bloqueio das ruas Desembargador Moreira e Coronel José Silvestre, além de mudanças no sentido de circulação das ruas Coronel Frederico Gomes e Coronel Adeodato, que passarão a ter duplo sentido e inversão do sentido de circulação, respectivamente.

No tocante à Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Econômico (STDE), o órgão realizou, na última semana, o cadastro de 191 pessoas e 9 ambulantes, que atuam no entorno do prédio que será reformado, para ocuparem as tendas que serão montadas pela Prefeitura.

Segundo a secretária da STDE, Sandra Arcanjo, após a entrega do espaço provisório, os permissionários terão o prazo de até 48h para desmontarem as estruturas que estão no Mercado e mudarem para o novo espaço. Durante essa primeira etapa das obras, apenas os permissionários que ocupam o segundo piso do equipamento precisarão ser deslocados para uma estrutura temporária.

“O compromisso do prefeito Ivo Gomes é transformar o espaço, atendendo todas as determinações e normas de vigilância sanitária, no tocante à higiene e à saúde pública, garantindo uma melhor organização, conforto e segurança para permissionários e frequentadores do nosso Mercado”, explicou a secretária.

“Pelo que vi, vai ser muito bom pra gente. A reforma vai ser muito boa, vai beneficiar todo mundo e a Prefeitura vai gastar muito com a gente para melhorar a situação, vão fazer o melhor. Estou bem feliz”, conta a permissionária Marica Cinderela Marçal. De acordo com o cronograma de obras, a reforma deve durar 18 meses e custará R$ 10.886.198,35.

Participaram ainda do encontro Wilson Linhares (secretário executivo da Setran), Julif Guedes (diretor municipal de trânsito) e Clévio Mendes (coordenador de projetos da Seinfra).

Facebook